Veja como anda os laços Brasil e China

A Honda Motor Co. do Japão disse na segunda-feira que planeja vender sua marca Acura no Brasil a partir de 2015, tornando-se a mais recente fabricante de automóveis a apontar sua linha de veículos de luxo no mercado de consumo de alto nível do país.

O CEO da Honda, Takanobu Ito, anunciou a chegada da Acura no show de automóveis de São Paulo, onde a Honda não era a única empresa a olhar para um mercado de carros de luxo que cresceu quase sete vezes em cinco anos.

“Os ricos estão se tornando mais ricos no Brasil”, disse o chefe sul-americano da General Motors, Jaime Ardila, a jornalistas no show. “É hora de começar a pensar em trazer Cadillac para o Brasil”.

Aumento de salário para profissionais

Aumentar os salários, especialmente para os profissionais escassos e altamente qualificados, fizeram do Brasil um ponto brilhante no mercado global de bens de luxo. Mas Honda e GM disseram que as vendas de carros de luxo no Brasil ainda são muito escassas para considerar tornar-se uma base para a produção de suas ofertas de mercado.

A montadora alemã BMW AG, por outro lado, decidiu mergulhar com um investimento de 200 milhões de euros (US $ 261 milhões) em uma fábrica brasileira anunciada na segunda-feira, depois que os principais executivos se encontraram com a presidente Dilma Rousseff.

A BMW apresentou um conceito no ano passado, que previa a versão do mesmo carro, o Concept Z4. O modelo de produção será um descapotável badged como o Z4 que substitui o carro do mesmo nome que saiu da produção em 2016. A versão da Toyota deverá ser apenas um cupê e colocar mais ênfase no desempenho.

A nova fábrica no estado do sul do Brasil, Santa Catarina, começará a produzir no final de 2014 a uma taxa de cerca de 30 mil veículos por ano, disse o vice-presidente, Ian Robertson, a repórteres.

Isso é um salto acentuado dos cerca de 15 mil carros importados BMW vendidos no Brasil no ano passado, encurralando quase um terço do segmento automotivo high-end do Brasil. Os veículos de luxo representam apenas 1,3% das vendas no quarto maior mercado automotivo do mundo.

Brasil, China

A Ford Motor Co. disse em agosto que lançaria sua marca Lincoln de luxo na China dentro de dois anos, mas o chefe de vendas global Jim Farley disse na segunda-feira que a montadora dos Estados Unidos não tem planos de levar a marca para o Brasil.

valor dpvat SP

“Nós não temos nenhum anúncio para fazer aqui sobre Lincoln expandindo além (China), mas, obviamente, enquanto atualizamos toda a programação, continuaremos a olhar para onde faz sentido”, disse ele a repórteres no show de automóveis.

“Depois que executamos perfeitamente lá (na China), podemos conversar mais sobre a expansão global”. A GM já está empurrando para aumentar as vendas da Cadillac na China, mesmo com o valor dpvat SP o maior mercado de automóveis do mundo, e espera competir pela liderança em vendas de carros de luxo no mercado americano dentro de alguns anos.

Ardila, da GM, disse que enquanto a empresa está considerando vender Cadillacs, o portfólio da marca não se expandirá para incluir a marca européia Opel ou Buick. “Nossas marcas no Brasil seriam Chevrolet e Cadillac. Só isso”, disse ele.

A Mercedes da Daimler AG foi a primeira montadora de luxo a construir carros no Brasil, começando em 1999, mas interrompeu a produção de carros em dezembro de 2010 e mudou para veículos comerciais.

Carros Honda no Brasil

O CEO da Honda, Ito, também anunciou planos para atualizar os pequenos carros da empresa no Brasil, o Fit e City, e trazer um SUV compacto no mercado como parte de uma revisão de linha começando em 2014.

Os novos veículos fazem parte do empurrão da Honda para vender 1 milhão de automóveis no Brasil nos próximos cinco anos, aumentando o ritmo de vendas de cerca de 93 mil veículos em 2011.

Veja como anda os laços Brasil e China
Avalie este artigo!